posts recentes

Chefias / Coordenadores v...

Dois é demais

As maravilhas do Hi5

Imaginem...

Desaba(fos)#3

Mulheres VS Homens

arquivos

Fevereiro 2015

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007


Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2013

Chefias / Coordenadores versus bananas / sem tomates

Pior do que um homem que não sabe o que quer (que não tem pulso para nada), é um homem assim, num cargo de chefia ou cordenação. Quer-me parecer, pela experiência, que as mulheres podem ser f***** neste tipo de funções mas profissionalmente são muito mais competentes (obviamente que há excepções e eu sei disso).


Escrito por zita às 13:43

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 30 de Novembro de 2012

Dois é demais

Pior do que ter um "homenzinho" de 18 meses doente... é ter um "homenzinho" e um "homem grande" de 35 anos doentes. Dois homens em casa doentes é dose (DUPLA)! A única diferença é que um expressa verbalmente o seu estado e eu não tenho de lhe mudar a fralda nem lhe dar leitinho.

Estou: quase doente (também)

Escrito por zita às 10:46

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2007

As maravilhas do Hi5

Quando me falaram dele critiquei. Disse até que seria como estar nua na internet. Depois, comecei a ouvir as pessoas a contarem que tinham encontrado o colega de escola que já não viam há anos, o ex-namorado que estava mais giro que no pasado... Fiquei curiosa, criei uma conta e aderi ao Hi5.

Realmente encontrei pessoas que já não via há muito tempo, ou melhor dizendo, encontrei as suas fotos, li os seus perfis, troquei mensagens, vasculhei os amigos desses amigos... porque, na verdade, continuo a não estar com eles.

Mas pensando bem, talvez não esteja a usufruir de todas as vantagens que, o acesso ao Hi5, permite. Sim, poderia usufruir muito mais, dedicar-me muito mais, atirar-me de cabeça nesse mundo da tecnologia e buscar o amor da minha vida, a minha alma gémea, ou simplesmente arriscar conhecer um tipo só pelo o que consta no seu Hi5. Foi o que fez o João (?), enviou uma mensagem com o seguinte texto:

 

"haa! bem, na verdade não sei bem o que dizer...
a tua amiga , minha amiga, nossa amiga susana resolveu apresentar-te através do teu hi5
, fantastico estas coisas da tecnologia, até porque n tens hipotese de dizer não...
devo tambem confessar que fique de imediato apaixonado! mas n sei porque... de um modo geral, acho que por tudo e por nada.
fica o beijo."

 

Não vou comentar a fotos do João nem o seu perfil, não vou dizer que a Susana não é minha amiga porque eu nunca duvidei disso. Só posso dizer que este rapaz é um corajoso, um confiante, um destemido, um arrojado... Parabéns João... eu seria incapaz, garanto-te. Nem que fosse pelo receio de não obter uma resposta do outro lado... que é o que vai acontecer.

Quem sabe não nos encontraremos um dia... sem ser pelo Hi5... aí já será outra coisa... já será mais à minha maneira... porque isto do Hi5... não me excita... não me excita mesmo.

Estou: maravilhada

Escrito por zita às 12:53

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

Imaginem...

... que pedi uma máquina fotográfica digital emprestada e que a mesma vinha sem qualquer imagem... limpinha, a zeros, tal como eu faria, tal como qualquer pessoa faria, por muito amigo que fosse.

Imaginem que utilizei a respectiva máquina e que, na minha ingenuidade (pode dizer-se: ligeira bebedeira), apaguei as fotos que me pertenciam sem ainda hoje entender como...

Imaginem que no meio do meu sufoco de tentar perceber como as havia apagado (ainda que meia tonta)  e, numa tentativa de as recuperar, alguém diz que é possivel recuperar as ditas... que há um programa e tal que recupera fotos e tal... (bolas... estou sempre a aprender coisas...) e eu passei o cartão (a muito custo porque às tantas bateria ou cartão já eram a mesma coisa para mim) para a mão do “salvador” das minhas fotos.

Imaginem que para além das minhas fotos foram recuperadas as anteriores... as tais que foram apagadas para que a máquina me fosse emprestada, as tais que possivelmente não eram para eu ver.

Como devem calcular eu vi, como devem calcular não era para eu ver e... mais não digo!

Estou: espantada

Escrito por zita às 12:23

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 26 de Setembro de 2007

Desaba(fos)#3

Existe o hábito de se dizer que só damos valor às coisas e às pessoas quando as perdemos.

Vimos muitas vezes pessoas arrependidas de não terem dito aquela pessoa o quanto gostaram dela em vida.

Por incrivel e pretencioso que pareça, há pessoas das quais me lembro quase todos os dias... é estranho eu sei... mas é a mais pura das verdades.

Por vezes até fico assustada com a forma como estão sempre tão presentes e tão longe fisicamente. Entram nos meus sonhos, ou o quotidiano, mesmo sem eu querer, me remete para elas.

Não sou mulher de grandes palavras, de grandes abraços, de grandes beijos porque não gosto da vulgaridade, da banalidade, gosto de coisas especiais, únicas, originais. Espero que nunca nenhuma dessas pessoas tenha duvidado do quanto foi importante para mim mesmo que a presença dela tenha feito parte de 1 segundo ou 1 ano da minha existência.

E como não sei quando voltarei a ter oportunidade de mostrar ou dizer a estas pessoas o quanto me marcaram, aqui fica aquele abraço, aquele beijo, aquele obrigado:

 

aos meus irmãos: Luis e Cláudio_aos meus primos: Nelma, Neide, Patricia e Luis_aos amigos de infância (os primeiros)_Silvia, Ana, Sofias, Ivo, Alex, Piu-Piu, Rui, Pedro, Susana, Marinho, Toninho, Nuno_aos colegas de escola: Tânia, Patricia, Joanas, Pisca, Marta, Nuno, Catarina_às auxiliares: Roxana e Guida_aos amigos do Liceu: Susana, João, Marisa, Fifi_aos profs: India, Manuela Faria, Amílcar, Inácia, Álvaro_aos colegas da Mealhada: Bruno, Rodrigo, Sonia, Celeste, Inês, Nuno, Miguel, Rui_aos homens que amei: João, Hugo (Guinho), Ricardo, Hugo (Bicho), Michael (Bé)_aos que conheci através de outros: Carolina, Bruno, Tiago, Nico, Inês, Ana, Cecilia, Pedro, Miguel, Marta, Lara, Carlos_ao pessoal dos concertos: Rute, Cristina, Breaks, Nuno, Pedro, Diogo, Ratão, Rodrigo, Sega, Rui, Susana_aos colegas de trabalho: Mónica, Maria Oliveira, Susana, Fernando, António, Gualter, Gonçalo, Ana, André, Madalena, Pedro, Ofélia, Bárbara, Sónia, Fatinha, Carla, Sandra, Gisela, Paula, Marta, Carla, Carlos, Claúdia, Hugo, Nuno, Rui, Bruno, Paulo, Sónia.

Estou: nostálgica

Escrito por zita às 16:14

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Setembro de 2007

Mulheres VS Homens

Sem entrar em grandes pormenores, imaginem:

 

Uma festa de aniversário em que os homens estão na sala (até aí nada de estranho) a falarem das limpezas da casa (suas mais recentes aquisições) e as mulheres na cozinha, a fumar cigarros e a falar de sexo anal (?).

Juro que estava sóbria e que ouvi bem!!!

Até poderia falar de alguns pontos mencionados mas... ainda não arranjei uma bolinha para colocar no canto superior direito deste blog:(

 


Escrito por zita às 16:42

link do post | comentar | favorito
|

Fevereiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


tags

todas as tags