posts recentes

...

21 anos de nós 2... 4 ano...

Os homens deviam nascer m...

Vai correr tudo bem

Eu sei que não tem sido f...

O meu primeiro dia de esc...

Aqui vamos nós

A magia da arte

A caminho

Mães quase perfeitas

Laçada#1

Dizem que os opostos se a...

Simplicidade

Há muito tempo...

Limites

Há dias assim...

A Vida de Adèle

Objectivos#6

Aprender a amar(-me)

Objectivo#5

arquivos

Fevereiro 2015

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Sábado, 29 de Maio de 2010

Mais um ano!!!

No dia em que nasceu este blog (há três anos atrás) e sem querer muito voltar atrás no tempo e ao mesmo lugar, eu não era esta... esta não era eu. Se pior ou melhor... não sei. Tenho uma certa dificuldade em avaliar as coisas dessa forma tão linear. Pelo menos, o caminho percorrido ao longo destes anos foi-se tornando mais aprazível. Ao início complicado, às vezes doloroso, muitas vezes lento mas, os meus olhos foram vendo coisas que não viam, o meu coração começou a reaprender a sentir coisas boas e os meus braços e o meu corpo ficaram menos pesados... Hoje não tenho dúvidas que este é o caminho certo. Onde me levará? Hoje também isso já não me importa. O estar aqui e não me sentir perdida é o suficiente para ver tudo com outros olhos. Três anos é tão pouco e pode ser tanto. Para mim... foi muito mais que outros tantos anos.

Estou: confiante

Escrito por zita às 17:20

link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 25 de Maio de 2010

Cor de rosas

Eu: - Olha lá, se tivesses que me oferecer rosas que cor escolhias? Vermelha de Paixão ou Rosa de Amor?

Ele: - Oferecia-te as duas!!!

 

(E ofereceu mesmo. Ontem ofereceu-me duas rosas para comemorar o nosso reencontro e a nosssa antiga história de paixão e amor. Adorei. Sempre a somar pontos)

Estou: amada
tags:

Escrito por zita às 19:42

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Maio de 2010

Des(ilusões)

Como uma chuva num dia de sol

O cheiro dele as flores desapareceu

E no ar, o cheiro a terra molhada

E o Amor dele que nunca foi teu.

Sozinha na sombra do dia

Tentas caminhar na escuridão.

Procuras respostas aos teus porquês.

Tentas secar a tua alma em perdão.

Mas a chuva que cai nesse teu corpo

Que o amou sem muito pensar,

Cai como lâminas afiadas

Abre feridas que não sabes como sarar.

Não vês ninguém na rua.

Não encontras onde te abrigar.

Corres à procura dele...

Cais no teu próprio chorar.

Na tua bagagem a sinceridade,

A fé, a amizade e o acreditar

Pesam-te como pedras da calçada

Custa-te tanto caminhar.

Jamais haverá outra Primavera

Igual à que conseguiste imaginar

O cheiro dele a flores desapareceu

E tu procuras onde te encontrar.

Algures um arco-iris virá...

Ou um abraço, ou alguém

Ninguém morre por causa de chuva

Ninguém, mesmo ninguém!

 

(Que nada te derrube. Que ninguém te faça parar. Desilusões haverão sempre... assim como gente para amar).


Escrito por zita às 20:02

link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 16 de Maio de 2010

Sábado, 15 de Maio

World Press Photo

 

Estou: divertida
tags: ,

Escrito por zita às 12:29

link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 8 de Maio

Estou: Alegre
tags: ,

Escrito por zita às 12:26

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 5 de Maio de 2010

Apaixonei-me...

 

... por eles e tive de os trazer para casa! São lindos e foram ao preço da chuva (que a chuva não me oiça e volte outra vez).

Estou: apaixonada
tags:

Escrito por zita às 20:12

link do post | comentar | favorito
|

Água(relas)#10

Estou: criativa
tags:

Escrito por zita às 19:53

link do post | comentar | favorito
|

Água(relas)#9

Estou: criativa
tags:

Escrito por zita às 19:52

link do post | comentar | favorito
|

Água(relas)#8

Estou: criativa
tags:

Escrito por zita às 19:48

link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 4 de Maio de 2010

Água(relas)#7

 

Para a Lara... com Amor!!!

Estou: criativa
tags: ,

Escrito por zita às 17:40

link do post | comentar | favorito
|

Água(relas)#6

 

Para a Lara... com Amor!!!

Estou: criativa
tags: ,

Escrito por zita às 13:18

link do post | comentar | favorito
|

Água(relas)#5

 

Para a Lara... com Amor!!!

Estou: criativa
tags: ,

Escrito por zita às 13:17

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Água(relas)#4

 

Para a Lara... com Amor!!!

Estou: criativa
tags: ,

Escrito por zita às 13:17

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 3 de Maio de 2010

Água(relas)#4


Escrito por zita às 19:39

link do post | comentar | favorito
|

Água(relas)#3

 

Para a Lara... com amor!!!

Estou: criativa
tags: ,

Escrito por zita às 19:27

link do post | comentar | favorito
|

Rabiscos

Tenho andado por aí, longe daqui mas (mais) perto de mim. Faltaram-me as palavras mas nunca o pensamento. Perdi a vontade de ser explicita mesmo que ache que mesmo escrevendo quase nunca sou explicita. Faltaram-me as palavras e comprei uns lápis de aguarelas.

Em tempos perdi tudo, deixei tudo num lugar e não consegui trazer o que me pertencia, como se quisesse deixar ali, quem fui. Então comprei uns lápis de aguarelas novos. Pincéis. Papel. Enchi a mala do quotidiano com mais coisas ainda. Deixei de conseguir parar. Cada desenho me fazia sentir mais próxima. Cada desenho era uma forma de sentir-me mais longe estando perto. E isto é como tudo. Uns dias a preto e branco outros cheios de cor e luz. Uns dias mais limpos outros rabiscados, pontilhados, sombreados, molhados, aguarelados... Um dia comprei uns lápis de aguarelas e tudo ficou mais colorido. Um dia fiz um risco e dele um desenho. Um dia faltaram-me as palavras e resolvi comprar uns lápis de aguarelas e comecei a desenhar... e não consegui mais parar.

Estou: introspectiva

Escrito por zita às 14:25

link do post | comentar | favorito
|

P&B#8

Estou: criativa

Escrito por zita às 14:24

link do post | comentar | favorito
|

P&B#7

Estou: criativa

Escrito por zita às 14:23

link do post | comentar | favorito
|

P&B#6

Estou: criativa

Escrito por zita às 14:22

link do post | comentar | favorito
|

P&B#5

Estou: criativa

Escrito por zita às 14:22

link do post | comentar | favorito
|

Fevereiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


tags

todas as tags