posts recentes

...

21 anos de nós 2... 4 ano...

Os homens deviam nascer m...

Vai correr tudo bem

Eu sei que não tem sido f...

O meu primeiro dia de esc...

Aqui vamos nós

A magia da arte

A caminho

Mães quase perfeitas

Laçada#1

Dizem que os opostos se a...

Simplicidade

Há muito tempo...

Limites

Há dias assim...

A Vida de Adèle

Objectivos#6

Aprender a amar(-me)

Objectivo#5

arquivos

Fevereiro 2015

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

Tesoura(das)

A última vez que (me) cortei o cabelo, fiquei pela franja. Resultado? Uma franja mais curta do que o pretendido. Resultado? O meu namorado, na altura, disse que me ficava bem (ainda hoje tenho dúvidas se ele me mentia). A verdade é que estava horrivel e, para provar isso, das vezes que fui ao cabeleireiro e coloquei as minhas dúvidas sobre ficar com franja, todas elas torciam o nariz e abanavam a cabeça negativamente. Mas hoje, sabe-se lá porquê (de vez em quando tenho destes rasgos que ninguém nem eu própria percebo) agarrei na tesoura e... zás. E não é que, para além de bem cortadinha, eu gostei de ver!!!

Voilá. Uma franja, a deixar ver o olho verde que uma pessoa tem de continuar a ver onde põe os pés quando anda na rua. 


Escrito por zita às 19:39

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Zona F

Desde que saiu a nova lei do tabaco que proibe pessoas como eu, fumadoras, de o fazer em locais fechados e que não possuem respectiva zona de fumadores que os não fumadores se acham num lugar privilegiado mesmo quando não estão na zona deles. Eu, como fumadora, não deixei de ir ao lugares que gosto e de qualidade só porque não se fuma; se tiver que vir fumar um cigarro á rua não vou passar o jantar a lamentar-me; se quiser ir a um lugar com zona de fumadores também sei onde ir. Não me sinto discriminada por isso. Sinto sim, que os não fumadores abusaram um pouco disso que acham que é um privilégio.

Sábado passado, Restaurante com zona de fumadores e não fumares, euzinha na minha zona (Zona F de fumadores), o Restaurante cheio na zona de não fumadores, casalinho na faixa dos 18 aninhos senta-se na mesa ao lado, ainda ninguém estava a jantar e eu puxei do meu cigarro sem disparar o "alarme" nem ir presa e a miúda da mesa ao lado começa a fazer caretas, a afastar o fumo que não estava a ir na direcçao dela e a tossir. "Isso é má educação" - murmurou ele para ela sem eu ter percebido se estava a falar de mim ou dela. Não estive para me chatear e apaguei o cigarro que estava quase no fim. Ela então, resolve começar a assoar-se... uma risada entre os dois e começam a falar de "macacos" do nariz e de ranho (eu já começara a comer as entradas). Mas não, isso não é má educação. Quero crer que ela era tão burra, tão burra, tão burra, que não sabe ver sinais ou distinguir cores. Porque o sinal de fumadores estava lá, o de pessoas porcas é que não!


Escrito por zita às 18:02

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

E este ano não é excepção...

 

... vão nascer mais bébés (apesar de não estar nos meus planos porque não, começo a sentir-me cada vez mais para tia). Pelo menos já sei de três. Um, é segredo bem guardado porque assim me pediram (e é tão difícil conter a felicidade quando nos convidam para madrinha pela primeira vez na vida), o outro não é segredo e o outro foi passando de boca em boca até chegar a mim.

 

(Aceito perfeitamente quem guarde o segredo até aos 3 meses. Possivelmente se fosse eu faria o mesmo, mas há pessoas na minha vida para as quais eu não conseguiria esperar tanto tempo para partilhar essa felicidade. E é nessas alturas que percebemos quem é importante para nós e para quem somos importantes). 


Escrito por zita às 17:30

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010

Muito bom!!!

"O XXXX Teatro procura Actor com conhecimentos sólidos na área do web design, que tenha valências na área de produção e disponibilidade para digressão."

 

Qualquer dia vimos anúncios de Escritórios à procura de advogados que também saibam fazer malabarismo, que tenham experiência em Contabilidade, que tenham carta de pesados, que nos tempos mortos distribuam o correio e que tenham disponibilidade para cantar nas festas da empresa!!!


Escrito por zita às 16:28

link do post | comentar | favorito
|

Já são...

... 30 + 20 - 19... anos... e um dia!!!


Escrito por zita às 15:08

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 4 de Janeiro de 2010

A passagem de ano...

 ... foi dia 30, 31, 1 e 2 a rir até doerem os abdominais e cairem as lágrimas, beber até ver tudo a dobrar, dançar até doerem os pés e comer até não caber mais... Acho que vou levar um mês para recuperar disto tudo!!!


Escrito por zita às 17:15

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Fevereiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


tags

todas as tags