posts recentes

...

21 anos de nós 2... 4 ano...

Os homens deviam nascer m...

Vai correr tudo bem

Eu sei que não tem sido f...

O meu primeiro dia de esc...

Aqui vamos nós

A magia da arte

A caminho

Mães quase perfeitas

Laçada#1

Dizem que os opostos se a...

Simplicidade

Há muito tempo...

Limites

Há dias assim...

A Vida de Adèle

Objectivos#6

Aprender a amar(-me)

Objectivo#5

arquivos

Fevereiro 2015

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

Mentirosas...

... as empregadas das sapatarias que, aquando da experimentação de umas sandálias de salto alto, nos dizem a olhar para os nossos pés e com a maior das naturalidades: "- Calçam muito bem e são muuuuuuuuuuito confortáveis."

Parvas... nós que acreditamos, que nem se quer nos passa pela cabeça perguntar: "- Como é que sabe que são confortáveis? Experimentou-os? Andou com eles um dia inteiro e depois voltou a colocá-los na caixa?"


Escrito por zita às 14:30

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

Confesso#5

Não entendo porquê que os aficcionados do futebol teimam em gritar para o ecrân da televisão, chamar nomes aos árbitros , dar dicas de tácticas de jogo ao futebolistas, dizer palavrões... É que para além de ninguém os ouvir do outro lado da "caixinha mágica"... para quem está de fora a assistir... é assustador!!!


Escrito por zita às 10:31

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 18 de Junho de 2008

Não adianta

Quando o dia de trabalho corre mal, mesmo mal, tão mal tão mal que só me apetece chorar, quando já estou pelos cabelos, quando os palavrões teimam em sair-me pela boca e eu penso que ir ver uns sapatinhos pode ajudar... tudo parece tão feio que ainda se fica pior.


Escrito por zita às 14:54

link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 17 de Junho de 2008

Objectos indispensáveis#2

Cadernos

De folhas branca, pautadas ou quadriculadas... pouco importa. Cadernos que falam. Cartas escritas nunca enviadas, sentimentos, apontamentos. Planos de exposições e filmes para ver. Desenhos de gente desconhecida. Alguns números de telefone. E no meio das folhas um bilhete de teatro, um cartão qualquer, uma dedicatória, uma flor apanhada algures num jardim e esmagada pelo tempo. Colecciono-os todos, intemporalmente... e não consigo deitar no lixo uma única folha... branca, pautada ou quadriculada.


Escrito por zita às 14:09

link do post | comentar | favorito
|

Música(lidades)#13

 

 


Escrito por zita às 14:03

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

Não compreendo

Dizem que é por amor à pátria. Vestem-se a rigor de vermelho e verde. Saiem do trabalho mais cedo e acredito que mesmo com a falta de gasóleo nas bombas ninguém vai parar esta gente que tão bem se preparou e até pendurou, tão vulgarmente  e (alguns) mal, uma bandeira na janelinha. Dizem que é por amor à pátria... hummmm... eu diria que é um grande pretexto para beber cerveja até cair, para comerem aquilo tudo que o médico proibiu por causa do colesterol e dos diabetes, para esquecer os ordenados miseráveis que se recebe, para gritar até ficar rouco porque com o patrão não se pode ou não se tem coragem, para... durante 90 minutos, acreditarmos que somos os maiores e os melhores...


Escrito por zita às 16:06

link do post | comentar | favorito
|

Balanço

Com o dinheiro que gastei este Inverno em collants e meias de liga... quase que dava para ir a Cuba este Verão!!!


Escrito por zita às 11:29

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 4 de Junho de 2008

Palavras soltas#7

Liberdade

 

(do Lat. libertate)

s. f., faculdade de uma pessoa poder dispor de si, fazendo ou deixando de fazer por seu livre arbítrio qualquer coisa; gozo dos direitos do homem livre; independência; autonomia; permissão; ousadia;

 

 


Escrito por zita às 12:51

link do post | comentar | favorito
|

Citações#4

"(...)No início, as regras da atracção permitem que o amor se colha e se prenda; durante, a cumplicidade fortalece e solidifica; ainda durante, o enfado pode abanar e sacudi-lo. O fim só o cumprimenta com a falta notória de humor. A ausência de humor é o fim certo e mais que antecipado. Sabermo-nos rir dos nossos, dos dos outros e dos defeitos de ambos é, de todas, a maior virtude. É a maior e melhor validade que uma relação poderá ter. É também a maior liberdade.
Para ser vivida pelos dois.
E a dois."

 

Retirado daqui

 


Escrito por zita às 12:33

link do post | comentar | favorito
|

Fevereiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


tags

todas as tags